QUISTO BRANQUIAL E QUISTO TIROGLOSSO

 
 

O QUISTO BRANQUIAL E TIROGLOSSO

Quisto, na linguagem médica, significa nódulo preenchido por líquido.

O Quisto Tiroglosso e o Quisto Branquial ocorrem no pescoço e são congénitos, ou seja, já nascem com a pessoa e, por isso, manifestam-se na infância ou em adultos jovens, apesar de haver alguns casos em faixas etárias mais elevadas.

O principal sintoma é um nódulo palpável ou visível no pescoço. No entanto alguns deles podem variar de tamanho ao longo do tempo com dor e infecção local de diferentes magnitudes.

O tratamento definitivo é a remoção do quisto através de uma intervenção cirúrgica.
Um adequado aconselhamento quanto à cirurgia, complicações possíveis, e o momento mais adequado para realizar a cirurgia no decurso da doença, é fundamental!

É importante realçar que alguns cancros podem apresentar nódulos do pescoço que contém algum liquido no seu interior, e, por isso, podem ser confundidos com o quisto tiroglosso e quisto branquial.
A abordagem de um cancro dessa zona é muito diferente da abordagem de um quisto branquial ou de um quisto tiroglosso. A confusão entre os dois diagnósticos pode comprometer, de forma definitiva, o prognóstico do doente.

Desta forma é de extrema importância que a investigação e o diagnóstico sejam feitos adequadamente antes de qualquer cirurgia.

No Instituto Português da Face, dispomos de elementos na equipa com experiência na abordagem multidisciplinar de doenças benignas, pré-malignas e malignas do pescoço e que podem conduzir o seu caso da forma mais clara e realista possível.
 
 
 
 
 

Faça Já a sua Pré-marcação